Colonoscopia

Categorias

Endoscopia

Colonoscopia

Ecoendoscopia Alta

Ecoendoscopia Baixa

Cápsula endoscópica

Enteroscopia de duplo balão

Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE)

Agendamento

Agende uma consulta com o especialista.

Facebook

Curta nossas principais novidades na nossa página

Localização

Confira nosso endereço e o melhor caminho no mapa.

Convênios

Confira a lista de convênios atendidos na clínica

A colonoscopia ou endoscopia digestiva baixa, é um procedimento médico realizado sob sedação endovenosa que consiste na visualização do interior do reto, todo o intestino grosso e em alguns casos do íleo terminal (porção final do intestino delgado), por meio de um tubo flexível que contém uma câmera em sua extremidade e capta imagens em HDTV. O procedimento tem como objetivo identificar processos inflamatórios ou tumores intestinais, sendo possível fazer biópsia e ressecção de pequenos pólipos ou tumores.

Durante o procedimento, por meio da análise da mucosa, podemos diagnosticar câncer, pólipos intestinais (do cólon e do reto), os divertículos intestinais, os tumores, as angiodisplasias (mal-formações dos vasos sanguíneos), as colites (Doença de Crohn, Retocolite ulcerativa), entre outros. Consiste em um procedimento seguro e indolor para o paciente.

Com o intuito de limpar completamente o intestino, o preparo para a realização do exame é a pior parte para o paciente, mas de fundamental importância, para que seja feito a análise completa da mucosa intestinal. Faz-se uma dieta específica 48 horas antes do exame, com a ingestão de comprimidos laxativos na véspera e, no dia do exame, ingestão de uma substância líquida chamada manitol, promovendo a limpeza do intestino através do aumento no número de evacuações. Podemos ainda lançar mão do preparo através das lavagens intestinais, que, quando utilizadas, são uma forma de complemento à ingestão de manitol.

Como a EDA, a colonoscopia também pode ser tanto diagnóstica quanto terapêutica, promovendo, em alguns casos, a cura de certas doenças, com segurança e conforto para o paciente, poupando-os de cirurgias convencionais. As indicações de colonoscopia são dor abdominal, evacuações com sangue, hemorroidas, investigação de anemia e sangramentos intestinais, rastreio de câncer e pólipos, hemostasias (parada de sangramentos), retiradas de pólipos e tumores precoces, dilatações de estenoses (estreitamentos) intestinais, tratamento paliativo de tumores avançados de cólon e reto.

Podemos também na colonoscopia realizar biópsias, que consiste em retirar um fragmento de mucosa do órgão à ser exameinado no intuito de diagnosticar tumores, inflamações, doenças pré malignas, entre outros.