Ecoendoscopia Alta

Categorias

Endoscopia

Colonoscopia

Ecoendoscopia Alta

Ecoendoscopia Baixa

Cápsula endoscópica

Enteroscopia de duplo balão

Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE)

Agendamento

Agende uma consulta com o especialista.

Facebook

Curta nossas principais novidades na nossa página

Localização

Confira nosso endereço e o melhor caminho no mapa.

Convênios

Confira a lista de convênios atendidos na clínica

A Ecoendoscopia (EE), também conhecida como ultrassom endoscópico, é um procedimento médico (exame) que, por meio de um exame endoscópico convencional, permite posicionar um transdutor (câmera) de ultrassom no interior do esôfago, estômago ou duodeno (início do intestino delgado) n o intuito de examinar desde a parede destes órgãos até outras estruturas próximas, como pâncreas, vesícula biliar, parte do fígado, vias biliares (canais que drenam a bile do fígado para o intestino), papila duodenal, linfonodos (gânglios), entre outros.

Permite realizar desde o diagnóstico até a punção (biópsias) de lesões eventualmente encontradas, o que não seria possível em outros métodos. Este tipo de biópsia, conhecida como punção ecoguiada por agulha fina, consiste em introduzir uma agulha através do aparelho e posicioná-la dentro da lesão, colhendo assim material para análise e possível diagnóstico.

A aplicabilidade de EE tem aumentado de forma incontestável, tanto para o diagnóstico como para o tratamento de doenças do sistema digestório. Por muito tempo a EE foi considerada um exame de segunda intenção. Porém, com a evolução do conhecimento médico e o aperfeiçoamento de suas indicações, ela se tornou relevante para a decisão de medidas terapêuticas em diversas doenças.

As indicações para uma EE, dentre as mais comuns, são avaliação de lesões de camadas mais profundas do esôfago, estômago ou duodeno (lesões subepiteliais), investigação de litíase de vesícula biliar, investigação de pancreatites sem causa aparente, avaliação e acompanhamento de pancreatite crônica, investigação de lesões pancreáticas (como cistos, massas, câncer de pâncreas) com punção (biópsia) se necessário, avaliação de câncer de esôfago e estômago, avaliação com punção (biópsia) de linfonodos (gânglios), drenagem de vias biliares, pesquisa de icterícias, etc.

O preparo para o exame de ecoendoscopia alta é semelhante ao preparo da endoscopia tradicional e se resume basicamente no jejum de 8 horas, inclusive para líquidos. Este procedimento é realizado, na maioria das vezes, sob sedação com o auxílio de médico anestesista, para maior conforto e segurança para o paciente.